terça-feira, 27 de janeiro de 2015

Contadores das Gasolineiras Vão Começar a ser Inspeccionados



















A Entidade Nacional para o Mercado de Combustíveis (ENMC) começa em Março a inspeccionar as quantidades vendidas nos postos de abastecimento, no sentido de assegurar que os valores dos contadores coincidem com os abastecimentos.

"De uma forma simplista é chegar lá com um bidão de 20 litros certificado, encher o bidão e verificar que o que está no contador é mesmo 20 litros", explicou o presidente da ENMC, Paulo Carmona, que está a ser ouvido na Comissão de Economia e Obras Públicas, por requerimento do PCP.

Em resposta à deputada do PS Hortense Martins, que questionou as missões da entidade criada pelo actual Governo para substituir a EGREP, Paulo Carmona defendeu que "é necessário assegurar ao consumidor que o Estado se preocupa com a quantidade e com a qualidade vendida", porque "o que preocupa o povo português não é só o preço".

"Eu próprio empiricamente sinto às vezes que estes tipos estão a aldrabar-me, que o meu carro não leva 70 litros no depósito, o que pode ser erro meu", declarou.



Veja também:

Paulo Carmona explicou aos deputados que a ENMC ainda não tem as capacidades necessárias "porque ainda falta sair legislação para dar todas as competências previstas".

Entretanto, a ENMC já realizou 148 inspecções à qualidade dos combustíveis comercializados e detectou inconformidades num posto de comercialização na zona de Lisboa, que indiciam a prática de crime de fraude sobre mercadorias, tendo o processo sido remetido para o Ministério Público.

No parlamento, Paulo Carmona explicou que "Portugal nunca fez um controlo da qualidade do combustível vendido", que "é uma prática comum em outros países".

A ENMC é também responsável pela definição dos preços de referência, divulgados diariamente, sem incluir o transporte em território nacional nem a margem bruta de comercialização para não perturbar o objectivo da medida do Governo que é dar informação aos consumidores.



Siga a página do Trinta por Linha no Facebook e subscreva AQUI a nossa newsletter e receba diariamente as melhores dica para tudo e mais alguma coisa!

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Treinar nunca ficou tão “em conta”!

A 1ª rede de Fitness ClubsPremium, Low Costem Portugal. Treine seguindo as mais actuais tendências do fitness com as melhores equipas, espaços e equipamentos.


GINÁSIO: 7 áreas com equipamentos concebidos para responder às suas necessidades e objectivos.
PERSONAL TRAINING: Uma equipa de profissionais qualificados e experientes para o(a) ajudar a conquistar e manter os seus objectivos pessoais.

ESTÚDIOS: 3 vibrantes espaços que oferecem uma grande variedade de aulas em grupo da marca Fitness Hut, Les Mills e outras.

BALNEÁRIOS: Para o seu bem-estar total, todos os clubes têm disponíveis até 200 cacifos diários e 16 chuveiros.

ESTACIONAMENTO: Parques com descontos nas tarifas.

DIVERTIMENTO: Noites únicas ao som de convidados especiais a actuar nos DJ POD’s presentes no espaço Ginásio.

Clica AQUI para mais informações.

domingo, 25 de janeiro de 2015

Oito dicas para ajudar o seu filho a concentrar-se

A incapacidade de manter a atenção pode prejudicar uma criança na escola e, consequentemente, pela vida fora. Uma situação que pode ser desesperante para os pais e para o professor, e que deve ser bem analisada.

Uma criança pode ser desatenta por vários motivos, desde ansiedade, depressão, mudanças repentinas na sua vida (como um divórcio), problemas de aprendizagem ou até mesmo por sofrer de Perturbação de Hiperactividade e Défice de Atenção (PHDA).

O psicólogo Jeffrey Bernstein deixa-lhe oito dicas para ajudar uma criança distraída:



1. Tenha consciência: Lembre-se que este tipo de criança muitas vezes se sente diferente das outras.

2. Evite gritar: Ao gritar só o confunde ainda mais, tornando-o mais propício à desconcentração.

3. Mantenha-se calmo, firme e não seja controlador: Esteja tranquilo, não crie expectativas inalcançáveis e tente não dar demasiadas ordens.

4. Seja proactivo e seja comunicativo com os professores: As crianças desatentas desistem rapidamente quando têm de enfrentar obstáculos. Mantenha-se envolvido na vida escolar do seu filho.

5. Incentive o seu filho: Ensine-o a desconstruir tarefas complexas noutras mais pequenas e viáveis. As crianças sentem-se mais motivadas ao conseguir pequenas vitórias e fugir a grandes falhanços.

6. Faça listas: Incentive o seu filho a fazer uma lista de tarefas. É estimulante para uma criança ‘riscar’ as tarefas já cumpridas.

7. Ajude, mas não faça por ele: Ajudar demasiado uma criança a concluir um problema difícil pode fazê-la sentir-se bem, mas não está a ajudá-la verdadeiramente.

8. Promova a auto-estima do seu filho: A maioria das crianças desatentas sente-se inferior aos outros. Demonstre ao seu filho não só que gosta dele, como acredita nele.



Siga a página do Trinta por Linha no Facebook e subscreva AQUI a nossa newsletter e receba diariamente as melhores dica para tudo e mais alguma coisa!

terça-feira, 20 de janeiro de 2015

Saiba Como Tirar o Gelo do Para-Brisas

Para retirar o gelo do para-brisas do carro deve utilizar apenas as estratégias certas. Deitar água quente ou sal nos vidros pode ter consequências drásticas, como partir ou arranhar os vidros e corroer a carroçaria. Eis o que deve fazer para tirar o gelo do para-brisas do seu carro nas frias manhãs de inverno.

Como descongelar o para-brisas :
Primeiro de tudo deve ligar o motor do carro para libertar algum gelo. Accione o sistema de aquecimento do carro.

Dicas para descongelar o seu para brisas :
Faça uma solução com 3 partes de água para uma de vinagre, que pode ser armazenada em um frasco de spray e pulverize sobre o pára-brisas.
Outra solução é com 2 partes de água para uma de álcool, que também pode ser pulverizado sobre o pára-brisas.

Também pode utilizar um raspador de gelo para tirar o gelo insistente do para-brisas. Na sua falta pode usar um cartão de plástico que tenha na carteira que não utilize mais.

Certifique-se de que a água NUNCA esteja quente ou mesmo ligeiramente morna, pois isso poderia quebrar seu pára-brisa.

Não se aconselha a colocar álcool directamente no depósito de água do limpa para-brisa, pois ele pode estragar os tubos do sistema. No depósito só deve colocar líquido de limpeza próprio, anticongelante. Se colocar água normal a mesma pode congelar no depósito.


Siga a página do Trinta por Linha no Facebook e subscreva AQUI a nossa newsletter e receba diariamente as melhores dica para tudo e mais alguma coisa!

domingo, 11 de janeiro de 2015

Quanto Custa Ter um Filho e as Despesas com que Tem de Contar

Para responder à pergunta quanto custa ter um filho em Portugal, precisa de considerar uma variante de fatores e de somar as diversas despesas.

Despesas a considerar
Uma das razões que levam os jovens portugueses a adiarem o momento de se tornarem pais prende-se com a instabilidade e a crise económica vivida. Com um filho as despesas aumentam consideravelmente, pois este requer vários cuidados. As despesas essenciais vão de únicas a pontuais.

Antes do nascimento
Mesmo antes do nascimento surgem despesas com consultas médicas e ecografias. Se a mãe realizar 11 consultas médicas e 5 ecografias durante a gravidez, as despesas médicas podem alcançar os 700€.

A preparação do espaço do bebé também pesa bastante na carteira dos futuros pais.

Além das despesas essenciais podem surgir outras como:
tratamentos de fertilidade,
cursos de preparação para o parto,
preservar as células estaminais.

Depois do nascimento
Após o nascimento as despesas de ter um filho multiplicam-se. As despesas mais sonantes consistem em:
alimentação
vestuário
saúde
fraldas

Contas a fazer
Para descobrir quanto custa ter um filho deve somar as despesas que considera imprescindíveis. Os seguintes valores podem servir para uma referência geral, apresentando valores médios para o primeiro ano do bebé.
Berço e colchão: 250 a 500€
Carrinho de bebé: 350 a 800€
Cadeira do carro: 120 a 250€
Portador do bebé: 40 a 100€
Cadeira para comer: 60 a 150€
Saco das fraldas: 30 a 60€
Rede de segurança: 30 a 80€
Mesa de mudança de fralda: 70 a 250€
Monitor: 30 a 80€
Brinquedos: 50 a 100€
Roupa de cama: 125 a 200€
Roupa básica: 100 a 150€
Fraldas descartáveis: 600 a 1000€
Produtos de higiene: 300 a 600€
Fórmula: 1000 a 2000€
Despesas de saúde: 100 a 500€
Alimentação: 2000 a 3600€


Siga a página do Trinta por Linha no Facebook e subscreva AQUI a nossa newsletter e receba diariamente as melhores dica para tudo e mais alguma coisa!
Fonte: economias

sábado, 3 de janeiro de 2015

Conheça os 12 Alimentos que Podem Matar o Seu Cão

Se tem algum amor pelo seu animal de quatro patas – aquele que ladra – há certos alimentos que não lhe deve dar. O Huffington Post fez uma lista dos ingredientes que podem ser fatais para o seu cão:

1. Chocolate
O chocolate é um dos 'clássicos' alimentos que faz mal aos cães, portanto, o melhor é não deixar tabeletes ou bolos de chocolate em locais acessíveis ao seu animal.

O que contém: O chocolate tem cafeína e teobromina, que entram na categoria do composto xantina. Diz-se que “quanto mais negro o chocolate, mais perigoso”, isto porque o chocolate branco quase não contém xantina, logo é menos perigoso.

O que provoca: Quando um cão come chocolate pode vomitar, ficar desidratado, ter dores abdominais, ficar muito agitado, ter um ritmo cardíaco irregular, aumento da temperatura corporal, convulsões e pode mesmo morrer.

2. Leite
Toda a gente sabe que o primeiro alimento de qualquer cachorro é o leite materno. Mas, tal como os seres humanos, estes animais podem ser intolerantes à lactose.

O que contém: Leite tem açúcar e os cães não têm enzimas para o processar.

O que provoca: O consumo de leite pode provocar vómitos, diarreia e outros problemas intestinais. Pode não colocar a vida do cão em perigo imediato, mas pode deixá-lo exposto a várias bactérias e, consequentemente, provocar uma doença.

3. Queijo
Queijo também é um alimento a evitar dar.

O que contém: Tal como leite, o queijo tem açúcar e componentes gordurosos que as enzimas dos cães não têm capacidade de processar.

O que provoca: Queijo e outros produtos lácteos podem causar vários problemas se consumidos em excesso e, quando isso acontece, podem provocar gases, diarreia e vómitos, entre outros.

4. Cebola
Apesar de a cebola ser utilizada em grande parte dos pratos da comida portuguesa, este é um ingrediente que pode fazer mais ao seu cão do que pô-lo a chorar.

O que contém: A cebola contém vários componentes que podem fazer mal ao seu cão caso seja consumida em demasia.

O que provoca: Este alimento pode danificar as células vermelhas fazendo com que os animais fiquem mais fracos e mais parados. Se comerem muitas cebolas podem mesmo chegar a precisar de uma transfusão sanguínea.

5. Nozes de macadâmia
Esta é uma das mais recentes descobertas: as nozes de macadâmia podem ser extremamente prejudiciais para a saúde dos cães.

O que contém: Ainda não se sabe bem que químicos é que se encontram nestas nozes, mas sabe-se que causam reacções tóxicas nos cães se forem ingeridas.

O que provoca: Os animais podem ficar fracos e incapazes de andar – as patas traseiras ficam particularmente afectadas. Vómitos, um andar cambaleante, depressão, tremores e hipotermia são outros dos sintomas.




6. Alho
O melhor mesmo é tratar o seu cão como se fosse um vampiro e mantê-lo afastado dos alhos.

O que contém: Aqui aplica-se a mesma regra do chocolate: Quanto mais ‘forte’ é, mais toxinas contém. O alho é da família da cebola, mas é ainda mais perigoso para os cães porque tem componentes mais tóxicos: um alho pode provocar mais danos que 30 gramas de cebolas.

O que provoca: Apesar do efeito do alho nas células vermelhas só aparecer passados alguns dias, os cães ficam cansados e relutantes em se mexer. A cor da urina pode ficar desde laranja e até vermelha escura e, tal como as cebolas, pode ser necessário uma transfusão de sangue.

7. Uvas
As restrições das uvas são semelhantes às das nozes de macadâmia.

O que contém: Também não se sabe exactamente que químicos e componentes têm as uvas que provocam toxicidade nos cães, mas o consumo deste fruto pode ter um efeito devastador.

O que provoca: As uvas e as passas podem causar falência renal. Ainda que varie de cão para cão, esta pode não ser uma doença sintomática. Para além de falência renal, estes animais podem também ficar a vomitar, com diarreia, sem energia e podem ainda ficar desidratados e com falta de apetite. A falência renal pode levar à morte do animal ao fim de três ou quatro dias.

8. Abacate
Guacamole para o seu amigo de quatro patas? Não é muito boa ideia.

O que contém: As folhas, o caroço, a casca e o próprio fruto têm uma toxina chamada persina.

O que provoca: Algumas variedades de abacate podem ter um efeito tóxico nos cães. Podem ficar com o estômago sensível, com dificuldades respiratórias, com líquido no peito mas o mais perigoso é mesmo o caroço do abacate. Uma vez que é escorregadio, pode ser acidentalmente engolido pelos animais e pode provocar obstruções no trato gastrointestinal.

9. Talo da Maçã

A maior parte das pessoas evita comer o talo das maçãs mas é algo bem mais tóxico para os cães do que para os seres humanos.

O que contém: O talo das maçãs – tal como o dos pêras e os caroços das ameixas, pêssegos e damascos – têm glicosídeos cianogénicos, ou seja, cianeto.

O que provoca: Alguns dos sintomas de ingestão desta toxina são as tonturas, dificuldades em respirar, convulsões, desmaios, hiperventilação, choque e até mesmo coma.

10. Massa fermentada crua
O pão pode engordar tanto seres humanos como cães, mas o que é mesmo perigoso para estes animais é massa crua do pão.

O que contém: A massa crua pode fermentar no estômago do animal, tornando-se tóxica

O que provoca: Para além da toxicidade do álcool ser produzida no estômago, a massa fermentada no estômago ou intestinos de um cão pode gerar uma grande quantidade de gases, que pode provocar fortes dores e eventualmente causar uma ruptura intestinal.

Também podem sofrer de vómitos, desconforto abdominal e letargia.

11. Cafeína
Ninguém no seu perfeito juízo daria café a um cão (certo?) mas ainda assim, o melhor é mesmo manter o seu animal afastado tanto de café como de qualquer tipo de cafeína.

O que contém: O café contém um estimulante conhecido como xantina.

O que provoca: A xantina estimula o sistema nervoso dos cães, provocando vómitos, agitação, palpitações até morte.

12. Bacon
Por mais apetitoso e cheiroso (tanto para nós como para eles), não partilhe esta comida com o seu cão – nem mesmo às escondidas!

O que contém: As comidas ricas em gorduras, como bacon, podem provocar uma pancreatite. Depois de desenvolver esta doença, o pâncreas fica inflamado e pode começar a não funcionar correctamente.

O que provoca: Podem causar uma série de problemas na digestão e na absorção de nutrientes.





Siga a página do Trinta por Linha no Facebook e subscreva AQUI a nossa newsletter e receba diariamente as melhores dica para tudo e mais alguma coisa!
Fonte: sol.pt
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...